LiveZilla Live Help
  • estágio da obra
  • cidade
  • bairro
  • tipo
  • faixa de preço

Notícias

19 JUL

Caixa Econômica aumenta o limite para financiamentos habitacionais

A Caixa Econômica Federal aumentou o limite para financiamentos habitacionais. As novas regras entram em vigor a partir da próxima segunda-feira (25).
As mudanças beneficiam os financiamentos para imóveis acima de R$ 750 mil. Em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e no Distrito Federal. Nos outros estados, valem para imóveis acima de R$ 650 mil. São os financiamentos em que os compradores não podem usar o FGTS.

O valor máximo financiado pela Caixa vai passar de R$ 1,5 milhão para R$ 3 milhões. Para imóveis usados, a fatia financiada passa dos atuais 60% para 70%. E no caso dos novos, de 70% para 80%. Também mudou o limite para quem tem financiamento em outro banco e quer transferir para a Caixa. Agora, é possível transferir até 70% do valor que foi financiado na outra instituição. Antes, o máximo era 50%. Não há mudança para a taxa de juros, que nesse sistema varia de 10,9% a 11,5% ao ano.
A Caixa disse que pôde aumentar esses limites porque conseguiu recursos, por exemplo, com a emissão de títulos - uma alternativa ao dinheiro dos depósitos da poupança, que desde o ano passado estão menores do que as retiradas.
O vice-presidente de habitação da Caixa, Nelson Antonio de Sousa, disse que essa busca por recursos alternativos foi um pedido do próprio governo para esses financiamentos de valores mais altos, que respondem por 5% da carteira de crédito imobiliário da Caixa. Ele falou ainda que o banco tem R$ 93 bilhões em 2016, para todo tipo de contrato de compra de imóveis e que é preciso criar condições para ampliar a demanda. A indústria da construção recebeu bem a notícia. Apesar da ciência de que as mudanças não vão resolver o mercado, acreditam que o estímulo pode dar novo fôlego para o setor.


Mais notícias

28 OUT
Carteira de Crédito da Caixa cresce 39,5%

 

 
Evolução da carteira do banco é superior à média do mercado
 
A carteira total de crédito da Caixa Econômica Federal apresentou uma evolução de 39,5% nos últimos 12 meses. O número representa um crescimento de 20 pontos percentuais acima do mercado, que registrou aumento de 19,6% no mesmo período, segundo dados divulgados pelo Banco Central. O levantamento tem como referência o mês de setembro, quando a carteira de crédito da CAIXA chegou a R$ 227 bilhões. Já a inadimplência no banco se manteve na faixa de 2%, abaixo do índice médio do mercado (3,5%). A estimativa da instituição, para 2011, é crescer em torno de 45% na sua carteira de crédito total.
18 JAN
Minha Casa, Minha Vida ganha R$ 7,4 bi para financiamento

 As famílias de baixa renda têm mais um horizonte para conquistar a casa própria. A novidade é que o volume de crédito para habitações populares teve um aumento de R$ 7,4 bilhões. Com o novo valor disponibilizado, o Programa Minha Casa Minha Vida - que atende famílias que ganham até dez salários mínimos - chega aos R$ 28,4 bilhões para beneficiar a população que precisa deste subsídio.

 
15 SET
Minha Casa Minha Vida tem R$ 1,99 bi do FGTS no semestre, diz governo

O Ministério do Trabalho informou nesta terça-feira (23) que foram liberados, no primeiro semestre de 2011, R$ 1,99 bilhão em recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para o programa habitacional do governo, o Minha Casa Minha Vida.

25 AGO
Mudanças no Minha Casa Minha Vida permitirão construção de mais residências

  As mudanças no Programa Minha Casa Minha Vida vão permitir a construção de mais unidades habitacionais em todo o Brasil. Segundo o diretor da Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH), Gilberto Medeiros, essas mudanças foram solicitadas pela Associação Brasileira de Cohabs.

15 AGO
Caixa tem R$ 39 Bi para Imóvel Próprio

 A Caixa Econômica Federal ainda tem R$ 39 bilhões disponíveis para emprestar para quem quiser comprar a casa própria até o fim do ano. Dos R$ 84 bilhões previstos para serem destinados ao setor de habitação em 2011, R$ 45 bilhões já foram contratados até o início de agosto. O dinheiro destinado para o financiamento de imóveis pode ser ainda maior, de acordo com o banco estatal.

11 AGO
Em evento da construção civil, Dilma diz que país não enfrentará recessão

 

 
A presidente Dilma Rousseff disse ontem que o país não entrará em recessão e prometeu a continuidade de medidas para induzir o crescimento da economia.
 
Ao falar em evento com empresários da construção civil, em São Paulo, ela previu que as turbulências, desta vez, serão mais prolongadas que em 2008 e 2009. "Nosso posicionamento diante da crise não é recessivo. Vamos preservar as nossas forças produtivas, os nossos empregos e a renda da população", garantiu

Links úteis


Notícias


09 JAN
Prazo para declaração no COAF encerra em Janeiro


Transações imobiliárias suspeitas devem ser declaradas até dia 31 de janeiro. Declarações de não ocorrência também são obrigatórias.



19 JUL
Caixa Econômica aumenta o limite para financiamentos habitacionais



A Caixa Econômica Federal aumentou o limite para financiamentos habitacionais. As novas regras entram em vigor a partir da próxima segunda-feira (25).
As mudanças beneficiam os financiamentos para imóveis acima de R$ 750 mil. Em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e no Distrito Federal. Nos outros estados, valem para imóveis acima de R$ 650 mil. São os financiamentos em que os compradores não podem usar o FGTS.



12 JUN
O mercado a partir de 2016

Caso as medidas tomadas pelo governo sejam certeiras, somadas a uma eventual troca de comando, a tendência é de que o mercado imobiliário comece a se estabilizar a partir do ano que vem. “A melhora não seria outro boom, e sim que as vendas parem de cair. O preço do imóvel tende a corrigir a inflação e voltar a normalidade”, diz Viriato.
 



Moradores do Exterior

Invista no Brasil
A Inovar é a empresa certa para você que é brasileiro, mora no exterior, e procura um imóvel no Brasil para investir ou futuramente morar.


Atendimento Online

Inovar

Av Santa Cruz Nº105 Q11 L10
Tropical Ville

Inédita Propaganda